Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

III Feira do Emprego e Empreendedorismo

Nos dias 23 e 24 de Maio vai acontecer na ESGIN a terceira edição da Feira do Emprego e do Empreendedorismo. Quisemos ouvir a perspectiva da Presidente da Associação de Estudantes da Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova, Mónica Dias, sobre esta iniciativa.

O que é que a Feira do Emprego e do Empreendedorismo traz aos estudantes?

Primeiramente é aproximar as realidades entre o mundo empresarial e o mundo académico. Para nós estudantes esta é uma iniciativa importante na medida em que nos apresenta soluções e oportunidades para o futuro.

Este evento também tem a capacidade de desenvolver competências e auxiliar pessoas em situação de desemprego ao apresentar soluções e oportunidades de emprego através da divulgação ou angariação de candidaturas junto das organizações participantes.

Esta feira para nós vem incentivar o espírito empreendedor através da promoção de diversos projectos e apoios existentes a nível nacional. Permite-nos adquirir novas competências e conhecimentos que nos vão ser muito úteis futuramente.

Quais são as preocupações a que este evento vai responder?

Actualmente uma das principais preocupações do nosso país é o desemprego e a grande preocupação dos estudantes é o seu futuro profissional na área em que estão a qualificar-se. Este evento vem dar a conhecer oportunidades que podemos agarrar futuramente.

Para outros o desemprego não assusta, é visto apenas como um obstáculo a ultrapassar.

Das duas edições anteriores quais são os aspectos mais positivos que retira?

Nas duas primeiras edições não estive presente, apenas ingressei no ano lectivo 2014/2015, mas apesar de não estar presente sei que foram bastante positivas, grande parte dos alunos acabou por arranjar estágios curriculares e extra-curriculares, e ainda desenvolveram algumas das suas competências e adquiriram outras.

Quais são as perspectivas para esta 3ª Edição?

Esperamos ter uma grande afluência de pessoas motivadas e interessadas e essencialmente que esta edição corra tão bem como as duas anteriores. Estes são os ingredientes necessários para que este evento seja um sucesso.

Qual a participação e ação da Associação de Estudantes no evento?

A Associação de Estudantes da ESGIN tem um objectivo fulcral que é representar os alunos e ajudar em tudo o que for necessário. Na altura da minha tomada de posse defini um objectivo, quero estar sempre actualizada da realidade na ESGIN. Os estudantes muitas vezes nas suas conversas remetem ao medo do que o futuro profissional lhes reserva e do que lhes possa vir a acontecer nesta etapa, no meu ponto de vista acho que enquanto seres humanos somos todos diferentes, mas quero essencialmente que esta associação seja uma voz para todos encarando o empreendedorismo como um futuro sem medos.

Sendo a nossa Associação um órgão da Escola Superior de Gestão o nosso envolvimento e a nossa disponibilidade são soberanos, como tem sido sempre em todas as actividades promovidas por esta nobre academia.

 

O que é necessário para que a Associação de Estudantes considere esta 3ª Edição da Feira um sucesso?

Para nós é essencial que haja uma boa comunicação, esta é uma iniciativa bastante pertinente nos dias de hoje e a troca de ideias através dos debates são fundamentais para que possa haver uma boa compreensão da realidade actual do mundo do emprego.

Esperamos que as palestras e as oficinas de trabalho sejam um impulsionador de motivação para todos, e para que isto aconteça é importantíssimo o empenho de todas as entidades envolvidas e dos futuros profissionais deste país, os estudantes.