Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Numa altura em que o tema do dia são despedimentos, escrever sobre acolhimento de novos colaboradores parece de uma incoerência total, mas não é.

Num período em que as empresas enfrentam desafios de contenção de custos é fundamental a correta condução de práticas de gestão de recursos humanos, entre as quais, o receber bem um novo colaborador.

A chegada de um novo colaborador é um momento de grande importância, porquê? Porque a integração ajuda o colaborador a compreender as suas funções e os objetivo da empresa na sua globalidade, como também vai operar no interior deste novo colaborador um sentimento de conforto, confiança, motivação e pertença a uma equipa.

Existem duas maneiras diferentes de receber, a primeira e prática mais comum, é esboçar um sorriso seguido da célebre frase ”seja bem-vindo”, depois deixar que a pessoa descubra tudo sobre o seu trabalho por conta própria.

A segunda, mais cuidada e atenciosa, baseia-se no seguinte:

  • Comunicar a chegada de um novo elemento a toda a equipa. Todos os elementos da equipa onde vai ser integrado o novo colaborador devem ser avisados da sua chegada, inclusive deve haver alguém que esteja encarregue de o receber assim que chegar e de o acompanhar e apresentar a todos os colegas de trabalho e explicar qual a dinâmica da empresa (horários, hábitos de trabalho, deveres, direito, entre outros)
  • Preparação do local de trabalho. No dia em que o colaborador chegar, já deve ter tudo o que necessita para desempenhar a sua função. É fundamental que se sinta confortável e não se sinta a mais ou deslocado.
  • Orientação. Um superior hierárquico deve auxiliar o novo trabalhador a compreender e realizar a sua nova função, entregando-lhe documentação que o ajude na função e explicando-lhe todas as tarefas, procedimentos e expetativas do seu trabalho, mostrando-se sempre disponível para lhe responder às dúvidas e explicações que necessite.
  • Comodidade do novo colaborador. Nos primeiros dias deve estar atento para saber como se sente nas novas funções. É importante expressar o agrado de o ter na equipa, no sentido de estimular e reforçar o seu trabalho de forma positiva.

Todas estas dicas parecem óbvias e simples, mas fazem toda a diferença, porque o novo trabalhador vai ficar grato por toda a atenção e esforço. Mas a empresa vai beneficiar muito mais, porque recebe um colaborador confiante, motivado e por sua vez mais produtivo.

 

Carmo Barroso Carmo Barroso